Enem 2020

Provas digitais são a grande novidades desta edição. Inscrições podem ser feitas até o dia 22 de maio, somente pela internet.

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 foram abertas nesta segunda-feira, 11 de maio. Os estudantes poderão se inscrever pela Página do Participante, até o dia 22 de maio.

Faça aqui sua inscrição no Enem 2020

Quem não possuir um cadastro no Portal Gov.BR deverá fazê-lo antes de acessar a Página do Participante. Para fazer a inscrição no Enem 2020 é necessário informar o CPF próprio e cadastrar uma senha.
A taxa de inscrição do Enem 2020 é de R$ 85, mesmo valor do ano passado, e poderá ser paga até o dia 28 de maio em qualquer banco (pessoalmente ou pela internet), casa lotérica ou agência dos Correios.

Isenção

Entre os dias 6 e 17 de abril, estudantes de baixa renda puderam solicitar isenção da taxa de inscrição do Enem 2020.

Nesse mesmo período, participantes do Enem 2019 que conseguiram a isenção e faltaram às provas tiveram que justificar ausência para obter o benefício novamente este ano.

O resultado dos pedidos de isenção foi divulgado no dia 24 de abril. Quem teve o pedido negado pôde apresentar recurso até o dia 1º de maio, e a análise dos recursos foi divulgada na última quinta-feira, dia 7.
Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 3,4 milhões de estudantes conseguiram a gratuidade.

Excepcionalmente, o Inep concederá isenção da taxa durante o período de inscrição para aqueles que têm direito ao benefício. A isenção será concedida automaticamente quando o inscrito preencher seus dados, sem a necessidade de fazer o pedido.

A medida foi adotada para não prejudicar estudantes que não conseguiram solicitar a isenção dentro do prazo por falta de acesso à internet. Como escolas, bibliotecas e lan-houses estão fechadas devidos aos decretos estaduais de isolamento social em razão da pandemia de covid-19, estudantes sem internet em casa poderiam ser prejudicados.

Veja quem tem direito à isenção da taxa de inscrição do Enem:

Matriculados no último ano do ensino médio em escolas públicas;
Participantes que tenham feito todo o ensino médio em escolas públicas ou com bolsas integrais em colégios particulares, tendo renda de até um salário mínimo e meio (R$ 1.567,50);
Inscritos no CadÚnico do Governo Federal, com Número de Identificação Social (NIS) próprio, que tenham renda de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50) ou total de três salários mínimos (R$ 3.135).

Inscrição

Durante a inscrição no Enem, o estudante deverá informar seus dados pessoais (data de nascimento, sexo, cor/raça, estado civil e nacionalidade), local de nascimento, núemro do RG, endereço com CEP, opção de língua estrangeira, cidade onde fará as provas e escolaridade, além de preencher um questionário socioeconômico. Ao final da inscrição, será necessário enviar uma foto atual e nítida, uma novidade desta edição.

Veja um passo a passo de como se inscrever no Enem

Os estudantes que necessitam de atendimento especializado para as provas, como deficientes, gestantes, idosos e outros, devem solicitá-lo durante a inscrição. A solicitação deverá ser acompanhada da documentação que comprove a necessidade de uma prova adaptada. O resultado dessa solicitação será divulgado no dia 29 de maio.

Um outro tipo de atendimento especializado é o tratamento pelo nome social. Nesse caso, o participante travesti ou transexual deverá fazer a solicitação entre os dias 25 e 29 de maio. O resultado será liberado no dia 5 de junho.

Enem Digital

A grande novidade do Enem 2020 é a possibilidade de fazer provas digitais. Poderão optar pela versão digital somente os estudantes que concluíram o ensino médio ou irão concluir este ano, exceto aqueles que necessitam de atendimento especial. Os treineiros terão que fazer as provas impressas.

A opção pelo Enem Digital deve ser feita no momento da inscrição. Até 100 mil estudantes poderão optar pelas provas digitais, que serão aplicadas em 110 cidades em todos os estados e no Distrito Federal. A relação das cidades está no Edital do Enem Digital.

Provas

As provas do Enem 2020 continuam no mesmo formato das edições anteriores, com 180 questões objetivas e uma redação. Elas serão aplicadas nos dias 1 e 8 de novembro, provas impressas, e nos dias 22 e 29 de novembro, provas digitais.

1º dia: 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; 45 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias; Redação

2º dia: 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; 45 questões de Matemática e suas Tecnologias

No caso das provas digitais, elas serão feitas em computadores sem acesso à internet, em locais com estrutura apropriada. As questões poderão ter vídeos, infográficos e games. Somente a redação deverá ser redigida no papel.

Leia também:  14 possíveis temas da redação do Enem 2020

O resultado do Enem 2020 é esperado para janeiro de 2021, caso não tenha nenhum adiamento. As notas poderão ser usadas para ingressar no ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Também é possível estudar em Portugal com as notas do Enem.

Fonte: Vestibular Brasil Escola

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário