A prefeita Simone Carvalho (PSDB) não compareceu ao encontro marcado com um grupo de empresários que querem mudanças no trânsito da cidade. A reunião foi realizada no auditório da prefeitura, na quarta-feira (22). Como justificativa, a assessoria de Comunicação informou que a prefeita tinha que despachar com secretários sobre questões urgentes. Ela sequer estava no prédio da Prefeitura e teria feito os trabalhos de casa.

Para representá-la, a prefeita pediu a presença de vários assessores: o secretário de Governo, Eduardo Bastos; o chefe do Setor de Trânsito e Transportes (Settran), Brenno Lima; o chefe do Departamento de Água e Esgotos (DAE), Cleres de Souza e o engenheiro da autarquia, Gilmar Rodrigues; o secretário de Obras, Damião Teodoro; a secretária de Planejamento, Maria do Socorro Filgueiras, do assessor de Comunicação Will Jony Gomes Nogueira, entre outros. Ainda particparam os vereadores da base governista, Cláudio Cebolinha (PTB), Fábio da Silva (PP) e do presidente da Câmara Leles Pontes (Republicanos).

Conforme A Notícia publicou na semana passada, os empresários e lojistas da região central pedem que o trânsito volte a ser como era antes das mudanças ocorridas com o projeto Novo Centro. Para eles, a proposta já provou ter dado errada.

O encontro foi intermediado por representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial Industrial e Prestação de Serviços de João Monlevade (Acimon). Participaram o presidente da Acimon, Cassio Barros Evangelista e o vice-presidente da CDL, Luiz Carlos Valente, além dos empresários Ulete Lúcio Mota, Eduardo Drummond, entre outros.
Eles falaram da importância de se instalar um novo retorno, antes do fim da avenida Wilson Alvarenga, e da volta do sentido original das ruas Hidelbrando Santana, Geraldo Antônio e Armando Batista. Os empresários ainda pontuaram a necessidade de sincronizar os semáforos, de instalar uma rotatória interligando as avenidas e de melhorar as paradas de ônibus na região central.

Para o vice-presidente da CDL, Luiz Valente, o grupo quer ser ouvido porque está comprovado que o Novo Centro não deu certo. “Demos os prazos, entendemos que a prefeita quis acertar e teve coragem de mexer o trânsito. Mas o Novo Centro deu errado e é preciso reconhecer e voltar atrás”, pontuou. Valente ainda relembrou que a CDL comprou um projeto de R$40 mil com propostas de obras e melhorias na região central, inclusive, no trânsito. O chefe do Settran afirmou desconhecer o projeto e a CDL se disponibilizou a repassá-lo à Prefeitura.

O empresário Ulete Lúcio Mota também relembrou que comerciantes já falaram em fechar as lojas em protesto e ir para a porta da Prefeitura exigindo as melhorias. “Entendemos que esse não é o melhor caminho agora, porque acreditamos que a prefeita vá se sensibilizar. Mas não vamos dar sossego”, alertou. Ele reforçou que o grupo não tem interesses políticos e, por isso, não pediu a intermediação de políticos. “Viemos falar diretamente com a prefeita para atender a nossa reinvindicação”, disse.

Prefeitura pede 30 dias

Após ouvir as solicitações dos empresários, o chefe do Settran, Brenno Lima, disse que não ia comentar os pedidos naquele momento. “Estou aqui hoje para ouvir. Vamos analisar e retornamos em breve”, limitou-se a dizer. Ele ainda pediu prazo de 30 dias para dar uma resposta sobre o que pode ou não ser atendido.

Câmeras de Segurança e obras

Também no encontro, foi repassada a informação que a Prefeitura vai licitar e comprar 16 câmeras a serem interligadas ao Sistema de Monitoramento da Polícia Militar na região comercial. A CDL lembrou que já há outras câmaras instaladas e que o número pode chegar ao total de 23 equipamentos, aumentando a segurança na região comercial. Sobre obras de revitalização da avenida Getúlio Vargas, a Prefeitura já concluiu o projeto básico e ficou de apresentá-lo aos empresários, aguardando sugestões para melhorá-lo. A expectativa é investir R$1,6 milhão em obras nos passeios e no asfaltamento, ao longo de toda a avenida. Os recursos foram emprestados junto à Caixa Econômica Federal. (Fonte: A Notícia).

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário